Rubens Santos transformava qualquer programa de rádio em boemia
2016
Luiz Artur Ferraretto

Rubens Santos, com o acompanhamento do violonista Paulo Santos, interpreta Esses Moços, de Lupicínio Rodrigues (1994)
Fonte: Acervo particular.

Por alguns meses em 1994 apresentei um programa no meio da tarde na Rádio Bandeirantes AM, de Porto Alegre. Reaproveitava um nome já usado na emissora: Rádio Livre. Com a ideia de ser coerente com tal denominação, a pauta deveria ouvir sempre todos os lados envolvidos em algum assunto, incluindo os, por vezes, desconsiderados pela mídia. Também, valia, vez por outra, sair fora desta linha estabelecida inicialmente. Assim, algumas vezes naquele breve período, levamos o cantor Rubens Santos, grande parceiro de Lupicínio Rodrigues, para dar uma palinha no estúdio da rua Delfino Riet, lá no Morro Santo Antônio. Acompanhado por Paulo Santos ao violão, fez daquela hora e meia uma viagem à noite de Porto Alegre, sua boemia, seus amores e suas dores de cotovelo. Tempos depois, assumi a gerência de Radiojornalismo da Bandeirantes e o programa – acho que nem minha mãe ouvia – virou apenas uma lembrança. Dias atrás, achei umas fitas e, delas, foram saindo estas canções interpretadas pelo simpaticíssimo Rubens Santos, que, hoje, deve andar em outros planos, tomando uma biritinha com o amigo Lupi em meio a arcanjos e querubins.

Rubens Santos, com o acompanhamento do violonista Paulo Santos, interpreta Nunca, de Lupicínio Rodrigues (1994)
Fonte: Acervo particular.

Rubens Santos, com o acompanhamento do violonista Paulo Santos, interpreta Vingança, de Lupicínio Rodrigues (1994)
Fonte: Acervo particular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário