Memorial Landell de Moura, de Ivan Rodrigues:
um espaço dedicado ao padre-cientista brasileiro
2015
Paloma Fleck

“Isso aqui é um memorial, não um museu”. Assim, o pesquisador Ivan Dornelles Rodrigues define o espaço mantido por ele para preservar a história do padre-cientista Roberto Landell de Moura, patrono dos radioamadores do país e o grande pioneiro brasileiro das telecomunicações. Em um apartamento de sua propriedade, Ivan mantém o Memorial Landell de Moura, um amplo acervo para pesquisa, que recebe interessados de vários pontos do país e até mesmo do exterior. Embora possua objetos e documentos de Landell, não se trata, portanto, de um espaço para exposição deste material.

Ivan Dornelles Rodrigues
Fonte: Arquivo Pessoal

A ideia de criação de um espaço de preservação da memória de Landell de Moura nasceu após Ivan Rodrigues escrever seu primeiro livro, intitulado Brasileiro, gaúcho, um gênio diferente: Landell de Moura. O pesquisador agregou um acervo considerável a respeito do padre-cientista e sentia a necessidade de dividir este material com mais pessoas interessadas no assunto. “Seria egoísmo meu ter todo esse material comigo e não disponibilizá-lo”, afirma Ivan, que acabou criando então o Memorial Landell de Moura.

Capa de Brasileiro, gaúcho, um gênio diferente: Landell de Moura (2004)

Outra parte do fascínio de Ivan Dornelles Rodrigues pela obra de Roberto Landell de Moura vem do radioamadorismo. O pesquisador é um dos tantos que se dedica a esta atividade, a qual tem por patrono justamente o padre-cientista. Com o tempo, Ivan foi aprofundando seus estudos, consolidados em seu último livro, lançado em 2015: Pe. Roberto Landell de Moura – A história documentada.

Capa de Pe. Roberto Landell de Moura – A história documentada (2015)

Para quem pesquisa a obra de Landell de Moura, certamente, um dos momentos mais marcantes, é a oportunidade de ter acesso às cadernetas de anotações que pertenceram ao cientista brasileiro. Em uma das páginas, cuidadosamente mantidas intactas por Ivan, há o esboço de um sistema de televisão datado de agosto de 1913, décadas antes dos primeiros aparelhos de TV começarem a ser comercializados.

Anotações de Landell de Moura para um sistema de televisão (agosto de 1913)

O memorial possui também um vasto acervo de materiais para pesquisa acerca da radiodifusão e do radioamadorismo. Grande parte já foi digitalizada e catalogada por Ivan Dornelles Rodrigues. Para agendar uma pesquisa, os interessados devem entrar em contato pelos telefones (51) 3341-3644, 3341-6649, 3258-6543 e 9641-3289 ou pelo e-mail ivanr@cpovo.net. Ivan mantém ainda um site do memorial: http://www.memoriallandelldemoura.com.br.

3 comentários:

  1. A bela história do Padre Landel de Moura sempre me seduziu e, desde que ouvi pela primeira vez, pela Televisão, meu interesse sempre aumentava e, felizmente, hoje, encontro, no prezado amigo Ivan Dornelles, novos conhecimentos sobre essa figura histórica que todos os brasileiros deveriam conhecer e admirar.

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente vivemos em um pais de 3 mundo!!!! Assim como o Padre Landell de Moura não tem e nunca terá seu trabalho reconhecido, temos Santos Dumont como pai da aviação. Centenas de pessoas testemunharam os fatos mas isso de nada vale diante do egemonismo norte americano. Dinheiro é poder!!!!! Abaços de PT2HF

    ResponderExcluir