A empatia de Beatriz Fagundes
2015
Luiz Artur Ferraretto

Anúncio do Programa Beatriz Fagundes (dezembro de 2002)
Fonte: O Sul, Porto Alegre, 18 dez. 2002. p. 15.

Como se concilia o pobre com o rico? Não se concilia. São água e vinho. Água de córrego poluído e vinho de marca, de cave até; francês decerto. Há tempos, Beatriz Fagundes faz isto de certa forma. É a voz dissonante. Fala de política, de economia, do dia a dia... E até de autoajuda. Traduz coisas. E surpreende no Ibope. Está na tradição do rádio popular, mais à esquerda, classe média com serviço, sem assistencialismo. E é um pouco de jornalismo, informando, explicando, contando a notícia e opinando sempre. Escolhe o caminho do meio, o seu caminho. E incomoda. Que o digam, no passado, os partidários dos governos FHC e Britto.

De produtora a comunicadora, passando por outras emissoras, mas retornando sempre à Pampa, de Otávio Gadret, a radialista Beatriz Fagundes explicita uma regra básica do rádio: para conquistar e manter ouvintes, é necessária uma boa dose de coerência. Não se trata da coerência dos outros, mas da própria. Segue uma mesma linha e faz com que o ouvinte não se sinta traído.

A estada atual na Rede Pampa começou no dia 18 de dezembro de 2002. Ela voltou ao microfone da emissora para fazer uma espécie de contraponto nacionalista — e, de certo, um tanto esquerdista — a Rogério Mendelski, então a grande atração contratada semanas antes pela emissora e um tradicional algoz radiofônico de socialistas moderados e exagerados. Desde então, aos poucos e de modo contínuo, Beatriz foi, mais uma vez, se destacando em termos de público. Rogério migraria para a Guaíba pós-Record. Ela chegaria a se transferir para a Caiçara, também da família Gadret. Logo depois, voltaria para a Pampa. Pela manhã, portanto, de segunda a sábado, das 6 às 12h, a comunicadora segue ora pendendo para o popular, ora para o jornalismo, comandando o Conexão Pampa e dividindo a apresentação com Pedro Fonseca e Kleriton Vargas.  

video
Programa Conexão Pampa (22 de abril de 2015)
Da esquerda para a direita, ao redor da mesa, Pedro Fonseca, Beatriz Fagundes e Kleriton Vargas em um teste de transmissão com imagem e via internet do programa.
Fonte: RADIO PAMPA. Conexão Pampa, Porto Alegre, 22 abr. 2015. Versão para internet.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado, Cleomar. Houve um erro de digitação. Já foi devidamente corrigido.

      Excluir