A Rádio Caxias e o Sistema Trídio de Comunicação
2018
Luiz Artur Ferraretto


Industrial bem-sucedido, no final da década de 1980, o empresário Paulo Roberto Lisboa Triches começa a montar o Sistema Trídio de Comunicação (STC), operando estações de rádio. Assim, em julho de 1988, passa a controlar a Caxias AM, uma das mais tradicionais emissoras da Serra gaúcha. Monta, ainda, o jornal Folha de Hoje, que, de 1989 a 1994, tenta firmar-se em um mercado dominado pelo diário O Pioneiro. É com a incorporação deste principal concorrente à Rede Brasil Sul, em 1993, que começam os problemas do grupo, culminando com o cancelamento da publicação no ano seguinte.
No final dos anos 1990, o STC permanece, no entanto, com quatro rádios, que, no final da década, aproveitando a diversidade do mercado da região, apresentam um conteúdo segmentado: a Caxias AM, voltada à cobertura jornalística, com noticiários, programas de entrevistas e cobertura esportiva; a 1.010 AM, com entretenimento e música de teor mais popular; a Stúdio FM, uma emissora jovem; e a Antena 1 FM, afiliada à rede paulista de formato adulto contemporâneo.

Vinheta da 1.010 AM (1999)
Fonte: Acervo particular.

Vinheta da Caxias AM (1999)
Fonte: Acervo particular.

Vinheta da Stúdio FM (1999)
Fonte: Acervo particular.

Documentário Studio FM – Essa rádio tem história (2009)
Produção dos alunos de Radiojornalismo 3 do curso de Jornalismo da Universidade de Caxias do Sul.
Locução: Gabriela Ghellere e Maikeli Alves.
Produção: Karina Boone e Vanessa Cândido.
Pós-produção e edição final: Marcell Bocchese.
Professor responsável: Luiz Artur Ferraretto
Trilhas e gravações originais do acervo de Cléber Boldrin.
Programa gravado no Centro de Teledifusão Educativa da Universidade de Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, no segundo semestre de 2009.
Fonte: Acervo particular.

Vinheta da Antena 1 FM (1999)
Fonte: Acervo particular.

Em janeiro de 2002, no entanto, a principal empresa de Paulo Triches – a Enxuta, dedicada à produção de eletrodomésticos compactos – suspende a produção e fecha suas portas. Líder até o ano anterior no segmento de secadoras de roupa, a indústria vinha enfrentando problemas devido ao racionamento de energia elétrica promovido pelo governo. Acumula, então, uma dívida de R$ 22 milhões, o equivalente, na época, a US$ 9,2 milhões. Como reflexo, o Sistema Trídio de Comunicação acaba por se desfazer de estações. Em 2018, os investimentos da família Triches na área de rádio têm priorizado a marca Caxias, que, desde 2015, opera apenas em frequência modulada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário