Julio Rosemberg, o homem do “Viuuuuu!!!”
2018
Luiz Artur Ferraretto

Ele começou em rádio no ano de 1948, substituindo com o seu Domingo Alegre uma das primeiras grandes atrações das emissoras da capital gaúcha, o programa de calouros Hora do Bicho, de Piratini, na Difusora. Trabalhou em torno de dois anos dividindo-se entre a PRF-9 e a Farroupilha. Foi em São Paulo, no entanto, que o radialista pelotense Julio Rosemberg iria se consagrar ao longo da década seguinte. No início dos anos 1960, acrescentaria ao seu currículo o lançamento de um então jovem desconhecido, Roberto Carlos, coroado por ele como “rei da música brasileira”. A respeito, o radialista recordaria ao Projeto Vozes do Rádio da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul:

Em duas semanas de apresentações, o público já não vinha mais assistir ao Programa Julio Rosenberg. Vinha ver o programa em que Roberto Carlos cantava.

Apesar de radicado em São Paulo, onde comanda o seu programa na TV Tupi, Rosemberg é anunciado em 1961 como uma das grandes atrações da Rádio Gaúcha e entra em uma rotina comum ao longo daquela década, quando apresentadores do centro do país mantêm, graças ao desenvolvimento do transporte aéreo, versões locais de suas atrações em outras capitais do Sul e do Sudeste. No caso do Programa Julio Rosemberg, além de São Paulo e Porto Alegre, há ainda Curitiba. O esquema dura pouco mais de um ano. O radialista traz a Porto Alegre, entre outros, artistas como Elizete Cardoso, Juca Chaves, Orlando Silva e Pery Ribeiro.

Reportagem sobre a estreia do Programa Julio Rosemberg na Rádio Gaúcha (1961)
Fonte: Revista do Globo, Porto Alegre, ano 33, n. 807, p. 16, 11-24 nov. 1961.

Nos anos 1950 e 1960, o radialista faz sucesso, abrindo espaço para novos valores musicais que surgem sob a influência do rock de origem anglo-americana. É um dos primeiros em nível nacional a perceber no jovem um público para conteúdos específicos em rádio e em televisão. Vai se consagrar, assim, como um dos principais incentivadores da Jovem Guarda, com artistas como Erasmo Carlos, Roberto Carlos, Jerry Adriani, Ronnie Von, Vanusa, Wanderley Cardoso e Wanderléia marcando presença e sendo anunciados de um modo muito próprio do animador, que utiliza algumas frases de efeito:

– Com vocês, a figura querida de um bom cantor, Roberto Carlos...

E após a pausa, salientando o bordão:

– ...viuuuuuu!

Na comunicação com o auditório, prefere, as vezes, um “Menina moça, oiiiii!” para receber em resposta um outro “Oiiiii!” em uníssono.

No final dos anos 1970, Julio Rosemberg transfere-se para Porto Alegre, ocupando o horário da madrugada na Rádio Gaúcha, e administra bailões na Região Metropolitana. Em 1984, passa a trabalhar na Farroupilha com o programa que leva seu nome.

Julio Rosemberg relembra sua trajetória em entrevista a Cândido Norberto ( de agosto de 1988)
Fonte: RÁDIO GAÚCHA. Gaúcha Entrevista, Porto Alegre, 1º ago. 1988. Programa de rádio.

Na Farroupilha, em 2002, com 54 anos de profissão, Julio Rosemberg é homenageado em seu aniversário com um programa de duas horas de duração conduzido por Gugu Streit.

Erasmo Carlos homenageia Julio Rosemberg (29 de setembro de 2002)
Fonte: RÁDIO FARROUPILHA. Especial Julio Rosemberg, Porto Alegre, 29 set. 2002. Programa de rádio.

Julio Rosemberg faleceu em 19 de abril de 2004.

Nenhum comentário:

Postar um comentário