Pedro Carneiro Pereira e a excursão do Grêmio à Europa
2014
Luiz Artur Ferraretto


Pedro Carneiro Pereira na cobertura da excursão do Grêmio à Europa (16 de abril de 1961)
À beira do gramado, em Atenas, o narrador descreve a vitória do Grêmio por 4 a 1 sobre o Panathinaikos Athlitikos Omilos.
Fonte: Acervo particular da família Pereira.

Baseando-se na experiência bem-sucedida na Copa de 1958, quando foram usadas linhas telefônicas para a conexão até Berna, na Suíça, e, de lá, para Porto Alegre via single side band, a Guaíba começa a se destacar em coberturas internacionais. Acompanha, assim, de março a junho de 1961, com o narrador Pedro Carneiro Pereira, a primeira excursão do Grêmio à Europa. No entanto, a ousadia maior da aventura radiofônica pelos gramados europeus vai ocorrer, justamente, quando falha o esquema contratado previamente.

Um dos 24 jogos disputados pelo time gaúcho vai demonstrar, no entanto, as dificuldades ainda existentes e exigir uma significativa dose de improvisação. No domingo, dia 11 de junho de 1961, graças ao tirocínio do narrador, a Guaíba torna-se a primeira emissora do Brasil a irradiar um jogo de futebol do outro lado da chamada Cortina de Ferro. Chegando ao estádio em Moscou, onde o Grêmio vai enfrentar a seleção da União Soviética, Pedro Carneiro Pereira constata que, embora solicitada, a linha telefônica até Berna não foi providenciada. A presença de um brasileiro do serviço em português da Rádio Central de Moscou indica uma solução para o problema. Convencido por Pedro Carneiro Pereira, ele aceita ceder o microfone da estatal soviética desde que não seja veiculada publicidade durante a transmissão. O radialista começa, então, a repetir pelas ondas curtas, na esperança de que alguém no Brasil capte a transmissão:

– Alô, alô, Brasil. Quem estiver ouvindo ligue para a Rádio Guaíba e informe que o locutor Pedro Carneiro Pereira está chamando da Rússia, pela onda da Rádio Central de Moscou para irradiar o jogo do Grêmio Foot-ball Porto-alegrense com o selecionado local...

Um ouvinte em Pelotas, na Zona Sul do estado, ouve o apelo do narrador e consegue entrar em contato com Homero Carlos Simon. O engenheiro capta o sinal em ondas curtas, enquanto, sem a certeza de que está no ar pela Guaíba, Pedro Carneiro Pereira, “em colaboração com a Rádio Central de Moscou”, descreve a derrota do Grêmio por 2 a 0 frente ao selecionado soviético.

Pedro Carneiro Pereira relembra a irradiação de União Soviética x Grêmio (1973)
Depoimento gravado por alunos do terceiro ano do curso de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
Fonte: Arquivo de Vozes da Rádio Guaíba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário